sábado, 30 de março de 2013

Evangélica, Joelma diz ser contra o casamento gay

Mesmo tendo muitos fãs homossexuais a cantora acredita que é possível se regenerar de tal escolha

Em entrevista à revista Época a cantora Joelma, vocalista do Calypso, disse que é contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo e que lutaria até a morte para converter seu filho se ele fosse homossexual.

Evangélica há quatro anos, Joelma diz que já viu homossexuais se regenerarem e compara o processo com o tratamento do vício de drogas. “Já vi muitos se regenerarem. Conheço muitas mães que sofrem por terem filhos gays. É como um drogado tentando se recuperar”.

“Tenho muitos fãs gays, mas a Bíblia diz que o casamento gay não é correto e sou contra”, diz a cantora que para 2013 prepara o lançamento de um CD em espanhol, um CD gospel e também um filme que irá contar como a banda formada por ela e seu esposo, o guitarrista Chimbinha, conseguiu conquistar o Brasil e o mundo.

Fonte: Gospel Prime

quarta-feira, 27 de março de 2013

Mais de um milhão de franceses marcham novamente contra o “casamento” homossexual


A imensa Avenue de la Grande Armée – que vai do Arco do Triunfo até a ponte que comunica Paris com La Défense – foi pequena para conter a multidão que se manifestou mais uma vez contra o projeto socialista de “casamento” homossexual que o equipara ao casamento normal e permite a adoção de crianças por casais sodomíticos.
Nem mesmo os organizadores aguardavam tamanha adesão.
Após idêntica manifestação realizada no 13 de janeiro, supunha-se uma certa diminuição, devido à proximidade das datas.
Uma contagem mais ponderada, organizada pelo general de exército Bruno Dary, ex-governador militar de Paris, estimou então o comparecimento entre 800 mil e 900 mil pessoas.
24-03-2013: a manifestação vista desde o fundo
24-03-2013: a manifestação
vista desde o fundo
Desta vez, o número resultou muito superior a olhos vistos.
Enquanto a polícia estipulou “pelo menos 300 mil”, mas avisando que revisaria seus cálculos, os organizadores falaram em 1 milhão e 400 mil.
O deputado da UMP (centro-direita) Henri Guaino foi um dos muitos políticos presentes – eles sempre aparecem quando o vento é favorável – e disse: “Em 13 de janeiro, vós éreis um milhão. Hoje vós sois ainda mais numerosos” – segundo publicou “Le Figaro”.
A Prefeitura de Paris, nas mãos de um grande propulsor da agenda homossexual e do socialismo, interditou a manifestação na prestigiosa avenida dos Champs Elysées, cônscio de que se a permitisse contribuiria para abrilhantar ainda mais a marcha de protesto contra o casamento antinatural.
Contudo, os Champs Elysées não teriam sido suficientes para tanta gente.
A juventude muito presente comunicava entusiasmo
A juventude muito presente
comunicava entusiasmo
Tal foi o comparecimento, que a polícia precisou liberar a Avenue Foch, outra imensa artéria que vai desde o Arco do Triunfo até o Bois de Boulogne, e a Avenue Carnot.
Satélites capturaram com sensores de calor a área ocupada pelos manifestantes nessas grandes avenidas e nas ruas adjacentes:oito quilômetros de ruas inteiramente cheias!
Mais importante do que o número foi o entusiasmo e o fervor dos participantes.
Uma não explicada ojeriza e até proibição da parte dos organizadores ao uso de cartazes, bandeiras, símbolos não-oficiais, cânticos e slogans, bem como de outras formas de exprimir entusiasmo, na prática não conseguiu se impor.
Muitos apoios desde os prédios
Muitos apoios desde os prédios
Ordeiros, mas aguerridos, os mais distintos grupos vindos de toda a França cantavam, agitavam bandeiras de suas regiões, erguiam cartazes feitos em casa, faziam rufar caixas e tambores.
Os slogans espontâneos abandonaram a linguagem “politicamente correta” dos slogans oficiais: “Hollande, demite-te”, “Hollande, não queremos a tua lei”.
Uma confusão episódica envolveu 200 ou 300 manifestantes e a polícia.
Socialismo desabafou sua impotência
Socialismo desabafou sua impotência
Esta utilizou gases lacrimogêneos e força excessiva, mas o fato passou desapercebido para a imensa concentração.
Na hora da dispersão, tornou-se inevitável utilizar a contígua Avenue Champs Elysées, que ficou repleta de manifestantes voltando para suas casas.
O fato serviu de pretexto para a polícia, que sob ordem do governo socialista carregou contra os populares, bem no espírito da falsa tolerância da agenda homossexual!
Clero jovem participou
Este episódio tangencial foi explorado pela grande imprensa para desviar a atenção do público do aspecto central do evento: majoritariamente católico e conservador, o povo francês recusa o “casamento” homossexual.
Houve manifestações análogas e simultâneas em muitas cidades da França, bem como diante de embaixadas, consulados e órgãos oficiais franceses em numerosos países, inclusive em locais inimagináveis como o Dubai, o Congo e o Afeganistão.
1.400.000 contra o 'casamento' homossexual
1.400.000 contra o ‘casamento’ homossexual
Os conchavos políticos continuam e os parlamentares de esquerda se apressam para passar no mês de abril um projeto à revelia da vontade popular.
Por sua vez, nenhuma autoridade eclesiástica de relevo, na França ou no Exterior, se destacou pela adesão a um protesto popular em defesa de princípios essenciais da Lei de Deus, dos Evangelhos e do Direito Natural.
1.400.000 contra o 'casamento' homossexualConsiderando manifestações como essas de 24 de março e 13 de janeiro, ainda que o projeto passar, ficará patente para a História que sua aprovação se deveu a confabulações entre políticos e eclesiásticos de esquerda.
Na aprovação dessa lei em nada foi respeitado o sentimento da esmagadora maioria do povo francês.

terça-feira, 26 de março de 2013

Pastor Marcos Feliciano Inocente na historia



Sobre as palavras ditas por Pastor Marcos Feliciano, o mesmo está totalmente inocente nessa historia, em uma tentativa desesperada de jogar as pessoas contra os pastores, a maioria dos telejornais bateram em cima de uma frase que muitos dizem que ele falou, mas que não tem prova do mesmo ter dito isso, primeiramente porque ele tem negros na familia, como ele iria por uma frase denegrindo a propria familia?a Xuxa se aproveitando desse disse me disse, tratou de colocar em seu facebook horrores contra o pastor Marcos feliciano sem mesmo ir na pagina do mesmo para apurar se a noticia era verdade ou não pré julgando o pastor e dando um prato cheio para os ativistas gays perseguirem ainda mais o renomado pastor, para acabar de completar, ativistas gays invadiram um templo na tentativa de agressão ao Pastor Marcos alem de impedir a realização do culto, ainda para deixar mais claro, movimentos gays, enfrentaram os membros da igreja católica que estavam protestando em favor da familia brasileira, dos principios morais da familia, e contra a destruição da familia tradicional, os movimentos estão buscando todas as formas de atingir o publico religioso e se fortalecerem, recentemente uma pesquisa divulgada pela rede globo como mais uma tentativa de fortalecer esse movimento, mostrou que o movimento não está tão forte assim.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Pesquisa confirma o que o povo já sabia, não a união estável homossexual

Em pesquisa recente divulgada pelo IBOPE rede globo divulgou uma pesquisa sobre a homossexualismo em que a maioria dos Brasileiros são contrários a união estável entre pessoas do mesmo sexo, os homossexuais no Brasil são 7% da população brasileira, já em questão de adoção de crianças por casais do mesmo sexo a maioria é a favor, agora vejamos, na região norte é onde se encontra a menor população de Gays (homossexuais), ao divulgar esses dados, eles trás informações muito importantes, por que agora o povo saberá a verdade de fato quantos gays são, o Brasil é um pais continental e não pode aceitar que sejam impostas regras por homossexuais que querem acabar com a família tradicional e com os princípios morais da família alem de está desrespeitando o mandamento bíblico crescei e multiplicai. E agora? vão chamar a GLOBO de homofóbica também? porque a maioria da pesquisa deu contrario aos que o movimento Gay pretende e ai? vamos esperar pra ver.

Rejeição é principal motivo que leva homossexuais a esconder orientação


Conclusão é de pesquisa feita pelo Ibope sobre homossexualidade no país.
Os números revelam que já é grande a aprovação ao casamento gay.

Natália AriedeSão Paulo, SP
Comente agora
Alguns temas ainda são polêmicos, mas muita gente já tem opinião formada sobre eles, como a adoção de crianças por pessoas do mesmo sexo e o casamento gay.
Ibope perguntou sobre esses temas para 2.363 internautas quase metade aprova o casamento gay (47%) e mais da metade acredita que casais de homossexuais podem adotar crianças (57%).
Quando questionados sobre a orientação sexual, 83% disseram ser heterossexuais, 7% homossexuais, 5% bissexuais e 5% prefiram não responder
“Os homens também afirmam mais facilmente que são homossexuais ou bissexuais. Entre jovens, quanto mais novo, mais facilmente assume sua orientação sexual”, explica Laure Castelnau, diretora de marketing/Ibope.
Entre os que assumiram a homossexualidade, 15% têm até 29 anos, 10% têm de 30 a 49 anos e 5% têm mais de 50.
A concentração por regiões do país é parecida no sul (10%), sudeste (13%), centro-oeste (14%), nordeste (13%) e bem menor no norte (2%).
É mais ou menos linear exceto na região norte. A mesma coisa acontece nas classes sociais, a gente tem ai um numero que varia de 10% a 14%, um pouquinho mais concentrado na classe B, onde 14% se dizem homossexuais.
Trinta e cinco por cento dos internautas que responderam ao questionário disseram que têm pelo menos uma pessoa gay na família.
Segundo esses pesquisadores, o número pode ser maior porque muita gente ainda não se assume. O principal motivo é o medo da rejeição: 31% não assumem o casamento gay perante a família e 33% não assumem em relação aos colegas de trabalho.
Fonte: Jornal Hoje

quinta-feira, 21 de março de 2013

Marco Feliciano, não renuncie!


mesmo que discordemos dele, não podemos abandoná-lo

Julio Severo
Os supremacistas gays, que se retratam como minoria oprimida e coitadinha, agem como uma maioria tirânica ao exigirem que Marco Feliciano, deputado federal e pastor da Assembleia de Deus, escolhido democraticamente para ser presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Câmara dos Deputados, renuncie.
A CDH sempre esteve majoritariamente nas mãos de petistas, que direcionavam suas preocupações para combater a crítica ao homossexualismo e até aprovar o infame kit gay, cujo objetivo era doutrinar as crianças do Brasil em práticas homossexuais. A CDH sob o PT dava para os supremacistas gays milhões do dinheiro do povo.
Marco Feliciano
A escolha de Feliciano para presidir a CDH traz a esperança de que pela primeira vez o desperdício de rios de dinheiro para farras anais vai parar.
Se Marco Feliciano renunciar, as farras vão continuar.
Por isso, precisamos dizer: Feliciano, não renuncie!
Ontem, o presidente da Câmara dos Deputados, o evangélico Henrique Eduardo Alves, se reuniu com o líder do Partido Social Cristão (PSC), o partido de Feliciano que é composto por um grande número de evangélicos. A conversa focou na renúncia de Feliciano.
Agora, o presidente da Câmara dos Deputados e o presidente do PSC querem que Feliciano renuncie.
Cristãos covardes exigem que Feliciano imite a covardia deles.
Por toda a internet, cristãos têm criticado Feliciano, até mesmo chamando-o de “herético”. Eles preferem se aliar, conscientemente ou não, aos supremacistas gays e às esquerdas do que apoiar Feliciano. Grandes grupos evangélicos, especialmente de linha protestante tradicional e esquerdista, estão divulgando abaixo-assinados e outras medidas para que Feliciano renuncie.
Os covardes querem que Feliciano imite a covardia deles.
Por isso, precisamos dizer: Feliciano, não renuncie!
Feliciano pode ter um milhão de defeitos, mas a covardia não é um deles.
Ele pode não ser o homem mais perfeito do mundo, mas ele é um milhão de vezes melhor do que os parlamentares esquerdistas que já ocuparam a presidência da CDH, cujas preocupações envolviam canalizar milhões para os interesses anais dos supremacistas gays.
A deposição de Feliciano da CDH comprovará que a pouca democracia que supúnhamos existir no Brasil é na verdade uma sodomocracia — a tirania dos supremacistas gays.
Se Feliciano cair, todos perdemos, pois a bronca dos supremacistas gays, do PT e das esquerdas evangélicas não é com a pessoa ou com o caráter de Feliciano. A bronca deles é com o Cristianismo e com o testemunho cristão que Feliciano declara ousadamente em público.
É evidente que ele não tem profundo conhecimento de teologia, mas onde se pode achar um cristão disposto a abrir a boca para defender corajosamente a vida e a família diante das barulhentas turbas pró-aborto e pró-sodomia que demonstram ódio ao mínimo sinal de contrariedade às suas exigências?
Se outro cristão com testemunho ousado tivesse sido escolhido para a presidência da CDH, a bronca, a hostilidade e o azedume seriam os mesmos.
Por isso, precisamos dizer: Feliciano, não renuncie!
Ainda que o PSC e a própria Câmara dos Deputados desamparem Feliciano, o Deus de quem ele dá testemunho público há de guiá-lo nos caminhos da justiça e vitória.
Por isso, precisamos dizer: Feliciano, não renuncie!
E mesmo que não disséssemos nada, Deus tem palavras de vitória:
“Sê forte e destemido… Tão-somente sê de fato firme e corajoso, para teres o zelo de agir de acordo com todos os mandamentos da Torá, Lei, que te ordenou Moisés, meu servo. Não te apartes dela, nem para a direita nem para a esquerda, para que tenhas sucesso em todas as tuas realizações. Que o livro da Torá, Lei, esteja sempre nos teus lábios: medita nele dia e noite, para que tenhas o cuidado de agir em conformidade com tudo que nele está escrito. Deste modo serás vitorioso em todas as tuas empreitadas e alcançarás bom êxito! Ora, não te ordenei: Sê forte e corajoso? Não temas e não te apavores, porquanto Yahweh, o SENHOR teu Deus, está contigo por onde quer que andes!” (Josué 1:6-9 King James Atualizada)
Ser forte e destemido não é fácil.
Não ceder aos inimigos não é fácil.
Dez anos atrás, quando Luiz Mott ordenou a uma igreja batista de Campinas que removesse do site da igreja uma pregação contra o homossexualismo, a igreja cedeu.
Três anos atrás, quando os supremacistas gays exigiram a remoção do site da Universidade Presbiteriana Mackenzie um manifesto presbiteriano contra o PLC 122, a universidade cedeu.
Agora, o PT, o presidente evangélico da Câmara dos Deputados, o presidente do PSC, os supremacistas gays e todas as esquerdas seculares e evangélicas estão exigindo que Feliciano ceda e renuncie.
Se ele fizer isso, ele se juntará à multidão de cristãos covardes que o acusam covardemente.
Por isso, precisamos dizer: Feliciano, não renuncie!
Envie diretamente a ele um email com seu encorajamento: dep.pastormarcofeliciano@camara.leg.br
Você pode também deixar sua mensagem de encorajamento no Twitter dele: @marcofeliciano

Nota de Repudio pela tentativa de retirada do Pastor Marcos Feliciano da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados

Quem são os verdadeiros intolerantes nessa historia? pelos atos recentes que não se aceita a decisão da maioria que foi obrigado a fazer a reunião às portas fechadas devido às ameaças dos ativistas gays, pela primeira vez na historia um pastor tem a chance de comandar uma comissão tão importante, esses senhores deputados deveriam respeitar a constituição, uma vez que a eleição do Pastor Marcos Feliciano foi legitima, caso o pastor renuncie, será o maior ato de covardia por parte dele, caso os 08 deputados consigam derrubar a eleição através da justiça, será a maior injustiça cometida pelo Judiciário Brasileiro, caso o Presidente da Câmara dos Deputados aceite as ações da Comissão Paralela, será o maior ato de Covardia do Congresso Nacional por parte da Câmara dos Deputados, escolheram bater no Pastor para livras os outros deputados condenados no caso do mensalão e que estão na Comissão de Constituição, Justiça e Redação, é uma falta de caráter  o que os senhores deputados Jean Willys (PSOL-RJ), Érica Kokay (PT-DF), Luiza Erundina (PSB-SP), Nilmário Miranda (PT-MG), Domingos Dutra (PT-MA), Padre Ton (PT-RO), Janete Capiberibe (PSB-AP) e Janete Pietá (PT-SP), está claro na postagem do senhor Pastor  Elizeu Gomes, as reais pretensões desses senhores., o Presidente da Câmara dos Deputados, e as mídias estão fazendo com esse caso, estão pré julgando o pastor, estão sofrendo antecipado, antes mesmo do pastor dirigir as reuniões, nem todas as mídias estão a favor dos bombardeios contra o pastor, ontem no Jornal do SBT, a Jornalista Raquel Sherazad defendeu a permanência do Pastor a frente da Comissão.

A maioria dos deputados elegeram o Pastor Marcos Feliciano para presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, caso o STF interfira nesse processo, o mesmo está voltando aos tempos da ditadura onde as pessoas não tinham vez nem voz, precisamos unir forças para manter a frente dessa comissão o Pastor Marcos Feliciano, e a justiça deve conter as formas de protestos que são feitos por os movimentos, muitos com falta de educação como foi mostrado ontem em vários telejornais, no Brasil todos tem que ter oportunidade, por que o Pastor não?

Repudio todas as formas de anti-democracia que querem se instalar no Brasil com a tentativa de retirada do Mandato do Presidente da Comissão de Direitos Humanos, todos merecem respeito, sim, mas o pastor também merece, o povo brasileiro também merece.

quarta-feira, 20 de março de 2013

O que é Homofobia

O mundo em seus dias atuais vem passando por profundas transformações. Conceitos, valores e pilares do senso comum têm sido abalados pela irradiação de uma disputa politica, vivida por inúmeros segmentos que se julgam discriminados e minoritários. A bandeira desses segmentos ostenta o símbolo da injustiça que se pretende reparar, o combate ao desfavorecimento causado pelo tratamento diferenciado e a busca pelo respeito que assegura todos os direitos da plena cidadania.

Esse é um discurso muito bonito e não criatura humana sensata que dele discorde. Mas nem sempre os alicerces dos discursos são sua verdadeira índole e a história nos ensina que muitos marginalizados tornam-se intolerantes quando os poderes se invertem.

Um dos alvos dessa discussão é a comunidade homossexual. Estatísticas apontam números aviltantes e inaceitáveis de casos que envolvem intolerância, ameaças, agressão de toda ordem e até mesmo atentados contra a vida. A mídia tem sido ativa na demonstração disso, expondo em rede nacional diversos casos que apontam nessa direção.

Foi a partir desse quadro, que não é apenas uma realidade localizada no Brasil, que se deu o fortalecimento de um movimento que assume várias nomenclaturas, mas que na prática adquire uma postura de Sindicato Gay, atuando em diversas vertentes, com representação no meio político, com subsídio de verbas públicas, com apoio escancarado da mídia e do chamado meio artístico, com a parceria de muitos setores de todas as modalidades de imprensa e com um pesado investimento privado, oriundo de grupos empresariais simpáticos à chamada “causa gay”. Mediante tamanha força aliada, sobretudo daqueles que são formadores de opinião, não por acaso, esse movimento já conta com grande apoio por parte da sociedade, que vê com simpatia e não contempla além da superficialidade o que verdadeiramente esse movimento almeja alcançar.
Nesse contexto, um vocábulo parece ter se incorporado definitivamente no coloquialismo nacional. Trata-se de homofobia. De norte a sul fala-se no termo e crianças e velhos já o pronunciam sem nem ao menos conhecerem sua real aplicação. Discorde da prática homossexual e você já será lançado na vala comum da homofobia.

Mas o que seria homofobia?

 (homo= igual, fobia=do Grego φόβος "medo")
Todos os dicionários, com poucas e irrelevantes variações, concordam em afirmar que se trata de um termo utilizado para indicar o ódio, aversão e hostilidade irreprimíveis, preconceito repugnante, assim como atos ou sentimentos negativos – sendo tudo isso direcionado contra os homossexuais.
Apesar de o termo fobia indicar medo, essa é a conotação que foi dada ao termo e nos dias de hoje, falta coragem para muitos em assumir qualquer oposição ao ato e à ideologia gay, pois ser taxado como homofóbico já não é apenas algo “politicamente incorreto”, mas também um passo perigoso rumo à criminalização.

Todos os homossexuais são gays?

Muitos não sabem disso, mas a resposta é não. O homossexual é um ser humano comum, distinguido apenas por sua preferência sexual por pessoas do mesmo gênero. O gay é um ativista político, um articulador e defensor ideológico, que não pensa apenas na sua condição sexual, mas naquilo que pode conquistar a favor dela.
O homossexual talvez queira ser respeitado e ter os seus direitos de cidadania assegurados. Mas o gay não quer apenas isso; ele quer dissolver as bases ideológicas (de influência judaico-cristãs) da sociedade. Ele quer inverter paradigmas, quer modificar o conjunto de concepções acerca do que seja a normalidade biológica da vida, o conceito de família e até mesmo levantar questionamentos que ponham em dúvida a credibilidade da fé cristã. Para isso, esse movimento direciona todos os seus arsenais para a igreja cristã, uma vez que essa é a única instituição que de forma clara e corajosa contesta e discorda de seus discursos, práticas e objetivos.

Evangélicos são homofóbicos?

Sinceramente não posso crer nisso. Há vinte anos conheço, pertenço e convivo no meio evangélico e jamais presenciei qualquer cena ou ouvi qualquer mensagem em nossos recintos (e eu já estive em incontáveis) que sequer se aproximem do que lemos acima.
Dentro da cultura evangélica, o homossexual é visto como um ser humano digno de respeito, consideração, carinho, compreensão e amor cristão.
É verdade (não podemos e nem devemos negar isso) que nossa profissão de fé e nosso arcabouço doutrinário reprovam terminantemente a prática homossexual, o que deriva da mais óbvia constatação de tudo quanto se infere de uma exegese e hermenêutica bíblica que sejam responsáveis, ortodoxas e literais. Ou seja, qualquer interpretação contrária não pode brotar de um contexto de análise sistemático e analiticamente aprofundado. Quem vê práticas homossexuais aprovadas na Bíblia seguramente as vê unicamente em beneficio de seu próprio olhar, pois do Gênesis ao Apocalipse (e não apenas no Pentateuco, como tem alardeado um ignorante deputado gay por toda mídia), tem-se uma clara, reiterada e comprovada reprovação á prática homossexual, como a título de exemplo lemos em I Coríntios 6:10, que diz:
“Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os EFEMINADOS, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.”
Nenhuma instituição cristã, católica oi protestante, mesmo debaixo da mais variadas vertentes de ordem litúrgica ou doutrinária, discorda no que diz respeito a esse tema. Logo, concluo e afirmo que nenhum cristão, que verdadeiramente honre e conheça o significado de sua fé, pode concordar com a prática homossexual.

Isso significa que somos homofóbicos?

De forma alguma!
Não são evangélicos que agridem e matam homossexuais. Aliás, muitos desses agressores e assassinos (não todos), também são homossexuais, que assim procedem apenas por uma questão de disputa por espaços de prostituição.
De nossos púlpitos, de nossas literaturas, de nossas canções, de nossos congressos e de nossas escolas jamais saiu qualquer orientação que promova ou incentive a hostilidade contra os homossexuais.
Esse é um argumento vazio, infundado e covarde. Rotular os evangélicos como homofóbico é uma estratégia com dois perigosos e claros objetivos:
1. Jogar a sociedade contra as igrejas, enfraquecendo assim nosso poder de persuasão e influência.
2. Lançar dúvidas sobre pessoas mais frágeis em nosso meio cristão, no intuito de promover uma desordem interna, que também nos enfraqueça.
É importante que haja a compreensão de todos no sentido de que nenhum de nós é obrigado a aplaudir aquilo que discorda, mas isso não nos torna inimigos daqueles de quem discordamos.
Homossexualismo é um pecado, condenado pela Palavra de Deus, reprovado pela lógica da mais simples observação da natureza e inaceitável para os padrões mínimos de respeito e moral para com pessoas idosas, crianças e a própria estrutura familiar de um modo geral. E como tal – assim entendemos – não podemos condescender.
Também é importante ressaltar que somos contra o alcoolismo, o tabagismo, a corrupção, a idolatria, a infidelidade conjugal, mas nem por isso temos fobias de alcoólatras, fumantes, idólatras ou qualquer outra pessoa que transgrida os parâmetros do Evangelho. Em verdade, nossas igrejas sempre estiveram de portas abertas para essas pessoas e a grande maioria delas é restaurada em nosso meio, justamente porque são bem acolhidas e reorientadas de forma a levar uma vida saudável e correta.
Com os homossexuais não é diferente. Portanto, não é justo que sejamos acusados de homofobia apenas porque não concordamos com a prática homossexual.

Qual a mensagem da Igreja Evangélica para gays e homossexuais?

Temos pela pessoa humana, independente de quem seja ou faça, o máximo respeito, amor e carinho. O pecado praticado por uma criatura humana não a torna desprezível e digna de recriminação.

Homossexuais são cidadãos comuns. Devem ter direito a tudo quanto a legislação vigente assegura a uma pessoa de bem.
Homossexuais não devem ser discriminados, agredidos, injuriados ou perseguidos, mas acolhidos com sincera fraternidade e compreensão.
Todavia, homossexuais, assim como qualquer outra pessoa que esteja fora dos planos de Deus devem ser reorientados, com base na Palavra de Deus, para reassumirem sua condição natural, reequilibrarem suas estruturas psíquicas e psicológicas e vivenciarem o verdadeiro amor, que une homem e mulher, tanto para fins reprodutivos, como para a descoberta real felicidade planejada por Deus e convertida em família.

Qual a mensagem da Igreja Evangélica para a sociedade?

Todo ser humano pode fazer o que bem entende de sua própria vida. As decisões individuais são uma semente cuja colheita cada um obterá e nós respeitamos isso.
Todavia, temos o livre arbítrio não apenas para a ação de nossas concepções, como também para a concordância ou discordância daquilo que nos rodeia. Todos exercem essa faculdade humana livremente e num Estado Democrático de Direito, como o nosso, isso é ainda respaldado e legal.
Logo, que não haja dúvida de que não procede qualquer grito conspirador que tenta ligar a igreja evangélica e a homofobia, pois essa é uma mentira cuidadosamente planejada e perigosamente semeada nas mentes dos mais fracos. E que você não seja um deles!

Ativismo gay da presidente




A presidente Dilma deu uma forcinha ao ativismo gay durante visita ao neo papa Francisco, em Roma, na cerimônia de entronização do novo pontífice da Igreja Católica Romana. Em longa conversa ao pé do ouvido, Dilma pediu que o papa compreenda as "opções diferenciadas das pessoas". Depois de elogiar o novo foco da igreja de reavivamento de sua missão espiritual, a presidente levantou a bandeira colorida da agenda gay: "É claro que o mundo pede hoje, além disso, que as opções diferenciadas das pessoas sejam compreendidas".

Essa defesa da presidente mostra que o Estado está longe de ser laico, como pregam os ativistas da diversidade sexual. Ele é laico apenas quando o termo serve para refutar qualquer defesa do Evangelho pelos cristãos evangélicos. Mas é extremamente devoto quando precisa dar uma forcinha para brecar o crescimento da cultura evangélica que faz da Bíblia referencial e padrão de vida para o cristão. Usando para isso até a presidente do país para defender a diversidade e uma religiosidade inclusiva.

Na esteira deste bem engendrado movimento, está a defesa do relativismo moral e do liberalismo teológico que faz coro até entre alguns evangélicos que esperam “bênçãos” neste mundo (leia-se dinheiro mesmo) e por isso defendem um evangelho “mais” humanista (kkkkkk, desculpe, mas não dá pra segurar). A intenção clara é frear o conhecimento das Escrituras Sagradas para, assim, calar qualquer um que se opunha ao pecado que é a base da economia desta sociedade hedonista e liberal.

Quem não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente”. (1 Coríntios 2:14)

Fred Novais

domingo, 17 de março de 2013

Pastor Marcos Feliciano presidente democraticamente

Não adiante brigarem para tirarem o Pastor Marcos Feliciano da presidencia da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, o deputado foi eleito pela maioria e tem o direito de exercer o cargo como tal, ele com certeza e sabedoria de Deus saberá conduzir a comissão de Direitos Humanos, os protestos dos ativistas gays estão demonstrando quem realmente são os intolerantes e preconceituosos, o movimento dos ativistas gays estão tão desesperados que as ultimas ações estão saindo dos limites, uma dessas ações foi a tentativa de interrupção de culto que o pastor estava realizando em sua Igreja, o engraçado é que quando uma pessoa evangelica diz ou faz alguma coisa as grandes midias caem em cima e ainda mostra diversas vezes, agora quando acontece algo que tem participação dos ativistas gays, a midia não dá enfase, a campanha da Rede Globo sobre discriminação homossexual logo saiu da telinha, por que não implacou, a Comissão de Direitos Humanos está em boas mãos, que Deus proteja o pastor Marcos Feliciano nessa jornada.

sábado, 16 de março de 2013

A mensagem de Deus para todos

Jesus deixou uma grande mensagem para todos os irmãos, ide por todo mundo e pregai o evangelho, batizando-os em nome do Pai do Filho e do Espirito Santo, a mensagem está sempre recente, por tanto as missões devem ser feitas aqui mesmo, dentro de nossas cidades, estados e Brasil, devemos ter coragem de pregar a palavra por que é isso o nosso chamado, o evangelho está cheio de recados, o evangelho é um guia dos evangélicos  para os evangélicos e para os não evangélicos  mas para ter acesso a esse manual, devemos está preparado para divulga-los, quais as orientações que estão escritas, mas cuidado, se estiver despreparado, ao em vez de influenciar, você será influenciado, pense nisso.

Xuxa a rainha má dos baixinhos

A Xuxa tem uma longa historia, desde pequeno que acompanhava seus programas, curiosamente o Show da Xuxa que ficou no ar durante muito tempo tinha algumas curiosidades, a primeira delas são as brincadeiras que ela fazia com os baixinhos, quem assistia a atração poderia achar inocente, mas no seculo XXI com certeza ela seria indiciada, existia a brincadeira do chuveiro, com crianças semi nuas, existia outra em que as crianças tinham que tirar as roupas, ambas eram embaralhadas e as crianças tinha que encontra-las no meio de um emaranhados. Algumas crianças chegavam a ficar constrangida com esse tipo de brrincadeira, outra curiosidade, existia dois personagens dentro do programa alem das paquitas, o DENGUE, e o PRAGA, o dengue era um homem que usava uma fantasia de um mosquito.


Outra coisa interessante é quando a xuxa chegava em seu programa e descia de sua nave cantando e dançando, as paquitas acompanhavam esse baile antes de dar inicio as brincadeiras e as atrações dos desenhos, que antigamente eram muito bons.


Xuxa para muitos ainda hoje é a rainha dos baixinhos, mas porque será que ela abandonou o projeto de programa infantil, saiu na midia a respeito de um filme que a mesma fez com um garoto de 12 anos de idade, em que ambos dormiam nus, o filme foi feito em 1979 com o titulo "Amor estranho amor" o filme já foi motivo de varios processos para retira-lo de circulação, e que o google reitrasse o link do ar, mas e agora, o que pensar da rainha dos baixinhos com essa revelação. mais informação sobre esse acontecimento, esse filme acesse: http://nadaavergrilo.blogspot.com.br/2012/05/xuxa-nua-em-filme-porno-com-menino-de.html. isso prova que a xuxa não é a rainha dos baixinhos.

quinta-feira, 14 de março de 2013

A raça humana não se aceita como é.

A raça humana tem um grave problema o de não se aceitar como é, vejo varias pessoas negras (pretas) que não gosta de que falem de sua cor da pele, se fizer estará cometendo racismo, o branco não gosta de ser chamado de branco, algumas pessoas são pretas e preferem ser chamadas de morenas por não aceitar sua condição, mas devemos aceitar as coisas como é, somos um só povo, uma só raça, a raça humana, mas que se dividiu em varias cores, por causa de ambições envolvendo dinheiros, famas, entre outras coisas, Deus nós criou homem e mulher, macho e femeá  mas as pessoas insistem em buscar desculpas para seu beú prazer e assumir um terceiro gênero que não existe, um terceiro gene que nunca nasceu, estão buscando uma forma de que que casais do mesmo sexo possam ter seus próprios filhos sem a necessidade de um parceiro (a), estão brincando de Deus, procurando ser igual ou superior a ele, o ser humano sem Deus não é ninguém. Recomendo que busquemos a Deus enquanto se pode achar, antes que seja tarde demais.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Novo papa já foi eleito e não é brasileiro



O novo representante da Igreja Católica já foi eleito, o mesmo pelo contrario do que os jornais anunciavam não foi brasileiro, e sim argentino, Jorge Mario Bergoglio, o mesmo escolheu o nome de Francisco primeiro, esse é o primeiro papa sul-americano  o novo papa tem a missão de dar prosseguimento no legado de Bento XVI Joseph Ratsinger, mas o que acontecera com a igreja católica de agora para frente, quais as direções que a igreja irão tomar, o papa Francisco I tem a missão de zelar pela família tradicional e combater os pecados descritos na Bíblia, ter mais transparência abrindo os documentos secretos do Vaticano para que todos saibam o que acontece dentro da Católica, e agora, a profecia da eleição desse papa está escrita na Biblia, como as pessoas podem ter acesso a está profecia? Qual vai ser o andamento do novo povo a frente da Igreja Católica, quais as providencias a serem tomadas? Ele é a favor ou contra casamento entre pessoas do mesmo sexo? Isso somente o tempo dirá.

Perfil do novo Papa


Francisco I (em latimFranciscus), nascido Jorge Mario Bergoglio SJ (Buenos Aires17 de dezembro de 1936) é o 266º Papa da Igreja Católica e atual chefe-de-estado da Cidade do Vaticano. Foi o arcebispo da Arquidiocese de Buenos Aires de 28 de fevereiro de 1998 até a sua eleição.
Formou-se engenheiro químico, mas escolheu posteriormente o sacerdócio, entrando para o seminário em Villa Devoto. Em março de 1958, ingressou no noviciado da Companhia de Jesus (jesuítas). Em 1963, ele estudou humanidades no Chile, retornando posteriormente a Buenos Aires. Entre 1964 de 1965Bergoglio foi professor de literatura e psicologia no Colégio Imaculada Conceição de Santa Fé e, em 1966, ensinou as mesmas matérias em um colégio de Buenos Aires. De 1967 a 1970, estudou teologia.
Recebeu a ordenação presbiteral no dia 13 de dezembro de 1969, pelas mãos de Dom Ramón José Castellano. Foi ordenado bispo no dia 27 de junho de 1992, pelas mãos de Antonio Quarracino, Dom Mario José Serra e Dom Eduardo Vicente Mirás.
Foi criado cardeal no consistório de 21 de fevereiro de 2001, presidido por João Paulo II, recebendo o título de cardeal-presbítero de São Roberto Bellarmino.
Foi escolhido Papa no dia 13 de março de 2013 e adotou o nome de Francisco I, sendo o primeiro latino-americano e primeiro jesuíta a se tornar Papa.
Fonte do perfil do Papa: Wikipedia

Ativistas gays tumultuam culto e tentam agredir Marco Feliciano


Neste domingo (10) o Pastor Marco Feliciano, deputado federal pelo Partido Social Cristão (PSC) que tem enfrentado duras críticas de movimentos gays por assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara (CDHM) denunciou através de seu site pessoal uma tentativa de agressão durante um evento na igreja Catedral do Avivamento em Franca, interior de São Paulo.
Movimentos LGBT organizaram uma manifestação na igreja ao qual Feliciano preside e tentaram invadir o local para constranger o parlamentar a desistir de sua vaga como presidente da CDHM. De acordo com relatos os ativistas tentaram agredir o pastor e pronunciavam palavras de baixo calão.
“Não se contentando o movimento começou a ofender com palavras de baixo calão, ameaças de violência e depredação. Feliciano estava acompanhado de sua família, inclusive com suas filhas pequenas que choraram muito quando os manifestantes atacaram o carro onde estavam”, relatou a assessoria.
Após o tumulto o pastor teve que ser escoltado até seu carro, devido às tentativas de agressões por parte dos ativistas que são contra sua liderança no colegiado. Feliciano disse que denunciará as ameaças a Polícia Federal e solicitará proteção policial ao Governo.
“Já estou com um dossiê pra entregar a policia Federal com dezenas de páginas impressas com ameaças de morte. Me ajudem em oração!”, publicou o parlamentar em sua conta no Twitter.
Hackers tentam invadir site e redes sociais
Feliciano também denunciou as diversas tentativas de invadir seu site e suas contas nas redes sociais. O parlamentar afirmou que apresentará um dossiê a PF pedindo investigação, além de denunciar as tentativas de retirar sua fanpage do Facebook do ar. O deputado quer saber quem esta por trás desta mobilização e de onde saíram os recursos financeiros.

Igrejas inauguram seus templos em novo endereço


A Igreja Videira e a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) inauguraram no dia 03 de março seus respectivos templos em novo endereço, a IURD mudou da Avenida São Sebastião para a Avenida Joscelina Cardoso, próximo ao Supermercado Planalto, no Setor Norte, já a Igreja Videira saiu da Avenida Joscelina Cardoso próximo da casa de Roussean no Setor Oeste e mudou para o novo prédio na mesma avenida do Setor Norte, com isso a Videira ficou mais perto do centro e está funcionando no prédio onde existia um supermercado, a mudança ira facilitara ainda mais o acesso dos fieis às suas respectivas igrejas para adorarem e louvarem ao Senhor.

terça-feira, 12 de março de 2013

Começou hoje o conclave para Eleição do novo Papa Católico

Começou hoje de manha o conclave para a eleição do novo Papa Católico, com uma missa preparatória, os 115 cardeais já estão reunidos, logo mais irão para a capela cistina onde começaram a escolha do sucessor de Bento XVI, a escolha do papa é cheia de mistérios  por que dá imposição do silencio, o porque da eleição as portas fechadas, a eleição dura no máximo 05 dias é finalizada com uma fumaça branca, esse é o sinal que foi eleito o novo papa, mas será que não está na hora da eleição ser transparente, ser mostrado o que acontece durante essa eleição, o que acontece durante o processo eleitoral, o que dizem durante esse conclave, vamos aguardar a eleição do novo comandante da Igreja Católica, pela primeira vez está cotado um brasileiro para assumir o trono de pedro, o que significa a cruz de cabeça para baixo, quais os poderes do papa, o que ele pode fazer, o que não pode, o papa é um rei? são duvidas que passam pela cabeça das pessoas, porque a católica encobertou vários escândalos envolvendo padres, não seria hora de puni-los por tal praticas, vamos acompanhar de perto o que está acontecendo na sede da Igreja Católica Romana para saber qual vai ser o mais novo papa do mundo, mas não dos evangélicos que tem como passagem primordial  Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.(1 TIMÓTEO 2:5). O papa não é o represente de Cristo na terra, esse versículo diz tudo Jesus Cristo deixou o espirito santo para nos conduzir, para nos consolar, esse ficou em seu lugar, mas quem intercede é Jesus Cristo junto ao seu Pai.

quinta-feira, 7 de março de 2013

Pastor Marcos Feliciano é eleito Presidente da Comissão de Direitos Humanos

O Pastor e deputado Marcos Feliciano foi eleito Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, mesmo com a pressão dos ativistas gays para não elege-lo, a bancada LGBT abandonou, a sala da comissão, mas mesmo assim o Pastor Marcos Feliciano foi eleito com folga, os deputados da bancada dizem que vão tentar anular a eleição de Marcos Feliciano, mas será que isso não é uma forma de preconceito? será que não estão cometendo uma Evangelicofobia, será que não estão fazendo discriminação religiosa? E ai, o que as grandes mídias tem a dizer a respeito, e se fosse o Jean Willes que tivesse no lugar do Pastor Marcos Feliciano, ai seria homofobia? Isso é uma piada de mal gosto, o pastor foi eleito de forma democrática  por tando pela maioria, o mesmo representa a maioria, o Jean pode dizer o contrario, mas a teoria dele cai por terra, repito O PASTOR MARCOS FELICIANO FOI ELEITO DEMOCRATICAMENTE PARA O CARGO DE PRESIDENTE DA COMISSÃO DOS DIREITOS HUMANOS. Sendo assim o pastor está de parabéns por essa conquista

Ativistas protestam e agridem o Pr Marcos Feliciano na Comissão dos Direitos Humanos


Dan Martins
Nessa quarta feira (06), a sessão na Câmara dos Deputados que elegeria o deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para o comando da Comissão de Direitos Humanos teve que ser adiada devido a uma série de protestos contra o parlamentar evangélico.
Dep. Marcos Feliciano
Liderados por militantes dos direitos dos gays, os protestos tumultuaram a eleição e obrigaram o presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), a convocar uma nova sessão para esta quinta-feira (07).
- Os parlamentares que forem contrários podem se ausentar ou votar contra, mas não realizar o que foi realizado. A democracia exige ordem. É uma indicação que tem que ser respeitada. Assim, nós faremos amanhã [quinta], às 9h, reunião para eleger o presidente da comissão. – afirmou Alves.
Em seu Twitter, Feliciano comentou sobre o caso, e ressaltou ter sido agredido pelos militantes que se opõem à indicação de seu nome à presidência da pasta.
- Sessão interrompida após tumulto do ativismo gay. Com lágrimas nos olhos Dep. Marco Feliciano é escoltado por seguranças e quase agredido por ativistas, após sessão ser cancelada – publicou a assessoria de imprensa do deputado.
O tumulto gerado pelos militantes levou a bancada evangélica da Câmara a pedir que a segurança ao parlamentar fosse reforçada nessa quinta feira. André Moura pediu que a nova reunião fosse restrita a parlamentares e assessores, sem o acesso do público. Segundo o líder da bancada evangélica, deputado João Campos (PSDB-GO), isso é necessário para que a escolha seja feita “sem a torcida de um lado ou de outro”.
Segundo o estudante de jornalismo Fellype Sales, que estava presente no local, “a polícia da câmara teve que entrar em cena e imobilizar um dos manifestantes que iniciou a agressão física contra a segurança do pastor”.
- Que tipo de movimentos sociais são estes que defendem as minorias (qualquer que sejam) e por um instante se sentem como Deus, sentados em um trono podendo agredir de forma tão bruta outro ser humano?! – questionou Sales.
Apesar dos protestos, o líder do PSC afirmou que a candidatura de Feliciano não será retirada para atender aos apelos dos militantes ligados à bandeira de direitos humanos.
-Está mantida a candidatura do deputado Marco Feliciano. É uma decisão da bancada, do partido. Ele é de nossa inteira confiança. Ele está sendo julgado de forma antecipada. O fato de ele defender determinadas bandeiras não significa que ele, como presidente da comissão, vá trabalhar de forma tendenciosa – enfatizou.
Em resposta ao protesto, o PSC divulgou uma nota em sua página no Facebook afirmando que seus parlamentares “não vão ceder à pressão de alguns ativistas extremados que querem impedir um ato democrático” e que, portanto, manterá a indicação do pastor à Comissão.
Fonte: Gospel+
Divulgação: www.juliosevero.com